Redação Redação - 15 de julho de 2022
Foto operação da Polícia Federal
© Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

Hoje (15) a Polícia Federal deflagrou a Operação Puer Praesidium, para investigar a prática dos crimes de armazenamento e compartilhamento de material pornográfico infantil. Os agentes cumpriram mandado de busca e apreensão na casa do alvo das apurações, no município de Mesquita, na Baixada Fluminense.

Segundo a corporação, as investigações começaram em 2021, após recebimento de notícia-crime encaminhada por um integrante de um grupo de WhatsApp. Os agentes identificaram que nela tinham sido compiladas diversas imagens da tela do grupo (print screen),  “evidenciando o compartilhamento de material pornográfico infantil por diversos membros”, observou a PF.

A partir desse ponto, verificou-se, que o disseminador do material de cunho pedófilo usava o número de telefone do avô para fazer os compartilhamentos, a fim de burlar eventual identificação. Foram apreendidos computadores, notebooks e dispositivos de acesso à internet, informou a corporação..

De acordo com a PF, o nome da operação, Puer Praesidium, é um brocardo [princípio ou axioma jurídico] latino, que significa proteção infantil.

Fonte: Agência Brasil

Compartilhar


Deixe um comentário

Para fazer um comentário você precisa criar uma conta. Clique aqui para ir para a página de login.

Usamos cookies para melhorar a experiência do usuário e analisar o tráfego do site. Leia sobre como usamos cookies e como você pode controlá-los clicando em "Política de privacidade".

Concordo

Política de privacidade

Quando você visita qualquer site, ele pode armazenar ou recuperar informações através do seu navegador, geralmente na forma de cookies. Como respeitamos seu direito à privacidade, você pode optar por não permitir a coleta de dados de determinados tipos de serviços. No entanto, não permitir esses serviços pode afetar sua experiência.